Bilionário Carlos Wizard diz que Nise Yamaguchi agiu como Jesus Cristo na CPI

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O empresário Carlos Wizard foi às redes sociais nesta quinta (3) com uma mensagem de apoio à médica Nise Yamaguchi, que prestou depoimento à CPI da Covid na terça (1) para falar da proximidade dela com Jair Bolsonaro e da bula da cloroquina.

"Expresso o mais profundo respeito, admiração e carinho à dra. Nise Yamaguchi que lamentavelmente essa semana foi agredida por aqueles que deveriam respeitá-la e agradecer seu esforço incansável de salvar vidas", escreveu o empresário.

Ela foi interrompida por senadores e acusada de não ter conhecimento para discutir o tratamento da doença, o que levantou reações nas redes sociais.

Para Wizard, Nise "agiu como Jesus Cristo agiria se estivesse em seu lugar".

"Ela manteve a calma, deu a outra face e não agrediu seus ofensores", escreveu o empresário na internet. Wizard também foi alvo de requerimento para depor na CPI. O senador Alessandro Vieira ainda protocolou um pedido para quebrar sigilos do bilionário, mas não foi apreciado.

Na mensagem publicada na rede social, ao lado de uma foto com a médica, o empresário também diz que "os homens e mulheres de bem do Brasil tomaram as dores dessa sra, que é um anjo de Deus na terra" e convida seus seguidores de rede social a enviarem mensagem de apoio à médica.

?"Cada cidadão tem o direito de discordar com uma orientação médica, mas isso não lhe dá o direito de ultrajar, insultar e desacatar qualquer profissional de saúde desse país", escreve Wizard, que chegou a ser nomeado para assumir um cargo no Ministério da Saúde em 2020, mas saiu em meio a uma polêmica sobre a contagem das vítimas da doença.

Recentes

Recomendados